Pages

Ads 468x60px

,

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

AI QUE MENTIRA CABELUDA!!

Só nos resta dar boas gargalhadas das mentiras que em público são aqui contadas. A última mentira cabeluda que foi contada, que temos aqui em nossa cidade, parentescos do alferes José da Silva Xavier, "Tiradentes". O ridículo chega a um ponto de ser contado no meio da multidão arrancando aplausos daqueles que alí estavam escutando. Ridículo do ridículo, é o que nos resta nominar.
Veja só onde pode chegar quando pensam que tudo é possível?
5ª geração de Tiradentes, vejam só o quanto se acham tão importantes! Isso que dizer então, que o nosso "herdeiro" trineto de Tiradentes tem o direito de uma pensão especial mensal de 2 salários mínimos, é o que determina a Lei 7.705 de 21 de Dezembro de 1.988 publicada no Diário Oficial da União. Regalia essa dada aos parentescos do Protomátir da Independência do Brasil.

Vejam só como a mentira tem pernas curtas!
A questão da descendência de Tiradentes é controversa. Há poucas provas documentais sobre os mesmos.

Tiradentes nunca se casou. Teve um caso com Antónia Maria do Espírito Santo, a quem prometeu casamento e teve uma filha, Joaquina da Silva Xavier  Constam autos do processo de Antônia Maria descobertos no Arquivo Público Mineiro que a mesma pediu a posse de um escravo que Tiradentes lhe havia dado e havia sido confiscado após sua morte. Ali é citada sua filha (cujo padrinho foi o também inconfidente Domingos de Abreu Vieira, rico comerciante) e faz dela a única descendente direta comprovada por documentação. Tiradentes também teria querido casar-se com uma moça de nome Maria, oriunda de São João del-Rei, filha de abastados portugueses que se opuseram à união.
Sem registros comprovados por documentação, Tiradentes teria tido com Eugênia Joaquina da Silva dois filhos, uma Joaquina que logo morreu e João de Almeida Beltrão, que teve oito filhos.
Para escapar das perseguições da coroa e da população, um destes netos trocou seu sobrenome para Zica, dos quais alguns descendentes recebem pensões.
Viveu em Uberaba, uma neta de Tiradentes, nascida em março de 1819, Carolina Augusta Cesarina, falecida, com 86 anos de idade, em setembro de 1905, em Uberaba.
A ultima e única descendente de Tiradentes, dona  Jacira Braga de Oliveira em 1993 com 96 anos de idade, trineta da 4ª geração de Tiradentes, ainda morava em Belo Horizonte, natural de Dores do Indaiá, nascida em em 7 de novembro de 1.909.
E ai, precisa mais explicações?
Quem será o próximo parentesco que a nobreza vai arrumar? Só espero que não seja Jesus Cristo?



Joaquim José da Silva Xavier e Dona Jacira Braga de Oliveira

A MIRANTE DA VERGONHA

A MIRANTE DA VERGONHA

Blogger templates

VEJA AS HORAS NO MUNDO