Pages

Ads 468x60px

,

quarta-feira, 30 de março de 2011

MUNICÍPIO DE ARAPORÃ NEGA AJUDA AO SINDICATO DOS PRODUTORES RURAIS




O Sindicato dos Produtores Rurais de Araporã promove no próximo dia 02 de abril, a primeira cavalgada. O movimento tem por finalidade também, promover um manifesto sobre as novas leis ambientais que estão por virem. O sindicato rural, é  movida uma classe de gente que trabalha e que movimenta e leva adiante esse pais, é por isso que devemos a cada dia enaltecer e valorizarmos essa classe.
O Sindicato Rural de Araporã tem a sua frente a  presidente Renata Cristina Silva Borges, também sua fundadora. 
O intuito do sindicato ,é a união de forças para que a classe possa romper todas as barreiras de dificuldades possam surgir pela frente e garantir uma estabilidade que garanta a sobrevivência do homem no campo,é preciso de gente com o olhar para o futuro,  gente que pense grande.
O sindicato rural de Araporã, por não ter dinheiro suficiente em caixa, solicitou ao município uma máquina para limpeza no local onde haverá o encontro das comitivas visitantes da cavalgada e também o lançamento da pedra fundamental de lançamento do 1º parque agropecuária da cidade.
A ajuda foi negada de modo grosseiro pelo município, sem dar nenhuma explicação, a não ser uma "birra"e uma tremenda dor de cotovelo do administrador.
Infelizmente a pobreza de espírito ainda reina sobre as cabeças daqueles que se acham donos da cidade e perpétuos no poder .É uma forma de governar mesquinha e com doses cavalar de ignorância e picuinhas. É a atitude de um verdadeiro boçal da era medieval.
É dessa forma que  gente de mente retrógada age, pois são movidas por uma carga excessiva de rancores mágoas e picuinhas . 
O município haveria de oferecer ajuda, tem maquinas suficiente, vemos muitas máquinas do município fazendo serviços particulares de interesses pessoais de muitos ai que é uma tremenda vergonha ao gestor público. Negar esse tipo de ajuda é uma tremenda falta de vergonha. Será que o administrador atual não lembra quando Araporã era distrito e ele mesmo vivia mendigando máquinas a prefeitura de Tupaciguara? Não lembra que ele mesmo vivia recorrendo a Usina Alvorada e Cerâmica Vilela atrás de máquinas para o distrito de Araporã?Será que ele não lembra que chegou até mesmo recorrer ao município vizinho de Itumbiara e solicitou máquinas ao então governo Wartelo Araújo? Será que ele gostava das atitudes mesquinhas do ex-  prefeito de Tupaciguara na época?
As máquinas são do município, pagas com o dinheiro da classe rural que também é contribuinte, não são propriedades privadas do gestor, é preciso que ele tenha ciência disso.
É preciso desde de já começarmos a fiscalizar se estas máquinas estão mesmo só prestando serviços ao município. É preciso fiscalizarmos ´caminhões, tratores e tudo mais.
Basta de tanto abuso de poder, temos que cada um de nós fazermos nossa parte. É nossa obrigação saber de tudo o que se passa detalhadamente. Existe uma lavoura que é plantada  todos os anos numa área doada por furnas. Lá se planta, soja, milho e tudo mais, alguém já procurou  saber quanto é colhido nesse local todos os anos? Alguém já procurou saber quanto foi que rendeu, pra onde foi e em nome de quem  e de tudo o que foi colhido nessa área?
O município já alguma vez já prestou conta de tudo o que já foi colhido nessa área?
É preciso por em pratos limpos toda essa história, é preciso mais transparência de tudo isso que está ai.
A história do nosso município a cada dia está sendo escrita por todos nós e poderá deixar rastros de ódio ou saudades por todos aqueles que aqui passarem. Só nos resta aguardarmos, que a história encaminhe para o seu canto obscuro e sombrio de gente com mente retrógada como estas que vemos ai.
É como diz o apresentador Boris Casoy, " ISSO É UMA VERGONHA"!

A MIRANTE DA VERGONHA

A MIRANTE DA VERGONHA

Blogger templates

VEJA AS HORAS NO MUNDO