Pages

Ads 468x60px

,

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

O IMORAL DECRETO ESTADO DE EMERGÊNCIA



PAREM O PLANETA QUE EU QUERO DESCER!!!

Quando se pensa que já vimos de tudo, há sempre novidades grotescas em nossa cidade.
A última aberração noticiada hoje em um jornal local foi: “ ESTADO DE EMERGÊNCIA EM ARAPORÔ.

Quando me deparei com dita notícia, imediatamente ,assustei-me, não pelo fato da notícia e sim pra tentar lembrar imediatamente onde eu estava. Isso mesmo, no impacto da notícia, quis eu saber se os meus reurônios estavam funcionando, pois se onde moro o município decretara estado de emergência, então onde eu estaria?

Mas graças a Deus, notei que a anormalidade não estava em min e sim no que estava sendo noticiado.

Infelizmente mais uma vez, viramos alvo de chacota dos moradores das cidades vizinhas.

E o pior de toda essa história, é que o próprio município decretou o estado de emergência, se na verdade quem haveria de decretar seriam os órgãos de monitoramento metereológicos e defesa civil.

Sabe em que casos?  Desastres de grande porte, como por exemplo, temporais que arrasam, incêndios em áreas extensas e rompimento de barragens e outros.

Decretado o estado de emergência, o município ou o estado atingido pode pedir recursos ao governo federal para reparar os estragos.

Então nada melhor que perguntar;
Qual destes desastres citados acima ocorreu em nosso município? Qual fenômeno natural extraordinário ocorreu?

Qual a incidência pluviométrica anormal ocorrida nesse período? Pelas estatísticas, o nosso índice médio pluviométrico é em torno de 1.473 mm ano, ou seja da-se uma média  de 122,75 mm de chuva mensal.

E pelo que todos sabem, em nenhum dia sequer ocorreu um índice com essa magnitude, pois se houvesse, seríamos notícia nacional.

Eis então o motivo do nosso questionamento; por que decretar estado de emergência? Qual a sua verdadeira finalidade?

Pelo que sabemos, não ocorreu nenhum fenômeno anormal nos últimos anos em nossa região, muito menos na nossa cidade.

A incidência de chuva ocorre dentro da normalidade, há até quem diga que estamos abaixo da média para o período.

O que está ocorrendo na verdade, é um desmoronamento nas margens do córrego alvorada, devida a falta de planejamento da obra que lá está sendo executada.
A única catástrofe de verdade nessa história, é a falta de respeito com o dinheiro público.

A crítica que fazemos, não são sem fundamentos, pois passamos por um dos maiores períodos de seca vividos nos últimos 04 anos, período este que haveria de ser aproveitado para execuções de obras com esta.

Mas, como andam sempre  na contramão, isso não ocorreu, ao contrário, iniciaram a dita obra no período no inicio  das chuvas.

 Existe uma série de maus adjetivos para dar a uma obra feita como esta, apenas os bajuladores e a má assessoria  não os fazem.

E pra piorar mais ainda essa história, a obra pode não está de acordo com as normas ambientais, pode estar infligindo normas do código ambiental.
Pelo que sabemos, nenhum estudo de impacto e processo ambiental degenerativo ocorreu nessa área.Ali existem várias nascentes, e pelo modo que a obra está sendo executada, todas vão ser destruídas.

A secretaria de obras do município não tem competência para fazer este tipo de análise,  estão pagando por mais um mico devida a grande carga de incopetência.
Estamos aqui sempre apostos para criticar e se possivel denunciarmos aos órgãos competentes estes tipos de abusos.
Volto a repetir, o que está havendo alí na verdade é uma obra mal planejada, perderam o contrôle dos desmoronamentos. Perderam boa parte do dinheiro aplicado na obra . Estão colocando os moradores daquela área sob risco de mais desmoronamentos.

Estão querendo culpar a natureza, sendo que na verdade os culpados e incopetentes são os que planejaram e quem autorizou a obra.
Não adianta querer culpar São Pedro, é preciso mais respeito com o dinheiro público, é preciso respeito com o dinheiro pago pelo contribuinte.
É preciso mais coragem, ombridade em assumir os erros cometidos, sem querer acusar  seja quem for, nem mesmo a pobre natureza, nem mesmo São Pedro.
Afinal, quem lutou pra sentar onde está sentado hoje é o responsável por tudo, pois só ele tem a posse da caneta.

Vejam algumas fotos, passo a passo da obra!



f






A MIRANTE DA VERGONHA

A MIRANTE DA VERGONHA

Blogger templates

VEJA AS HORAS NO MUNDO