Pages

Ads 468x60px

,

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

03 de novembro de 2010

2014 não vai existir se existir se houver oposição em 2010,2011,2012,2013... Portanto, muita calma nessa hora.

Só mesmo o PSDB para ficar discutindo 2014 depois de levar uma sova nas urnas em 2010. É como se, em um passe de mágica, indicar o novo candidato fosse fazer o Brasil se curvar diante de quem? Do perdedor das Minas Gerais? De quem? Quem sai destas eleições com credenciais suficientes para representar 44 milhões de eleitores? Que direito o PSDB tem de olhar para estes milhões e milhões de brasileiros, achando que pode decidir quem vai ser o candidato com tanta antecedência? E marcar data, marcar 2012, para apresentar o ungido e o iluminado para 44% dos brasileiros. Nós somos meio Brasil. Nós queremos participar desta escolha. Nós queremos olhar quem vai ser Oposição nos próximos quatro anos e, aí sim, decidir quem será escolhido para disputar as próximas eleições. Boiada, Doutor Fernando Henrique Cardoso, pode ter do outro lado. Do lado de cá tem um contingente enorme de eleitores que quer participar deste processo e que não vai mais aceitar imposições de caciques partidários. Quem disse que o escolhido deva ser do PSDB? Quem disse que ainda haverá PSDB?  Respeitem o DEM, o PPS, os aliados, pois a votação alcançada não foi dada apenas por eleitores de um partido. O que os tucanos deveriam fazer antes de pensar em nomes é definir como vão fazer Oposição até 2014, para chegar lá com um projeto viável e aceito pelo povo brasileiro. Muita calma nessa hora. Escolher candidato para defender qual projeto para o país?  Nós somos 44% de eleitores e não uma boiada tocada pelo berrante de meia dúzia. 2014 não tem pressa. 44% dos brasileiros querem saber o que a Oposição vai fazer agora, já!

A MIRANTE DA VERGONHA

A MIRANTE DA VERGONHA

Blogger templates

VEJA AS HORAS NO MUNDO